Vencendo a Timidez de Uma Vez Por Todas

Vença o medo de falar em público e supere a timidez de uma vez por todas.


  • Connector.

    Auto confiança inabalável

    Sinta-se confiante e demonstre credibilidade ao falar

  • Connector.

    Falar Bem

    Fale com eloqüência em qualquer situação

  • Connector.

    Viva feliz

    Seja respeitado e admirado em sua atividade

Você aprenderá no Curso

  • A mentalidade do comunicador protagonistas.
  • princípios de comunicação que ajudam os tímidos a falarem bem em público.
  • Compreender a mente tímida e favorecer os pensamentos autoconfiantes.
  • Vencer os medos com os relacionamentos, ambiente de trabalho e interações sociais.
  • Usar o comportamento tímido beneficamente em vez de se preocupar com ele.
  • Transformar “fracassos”  causados pela timidez em oportunidades.
  • Assumir o controle dos pensamentos e das emoções.
  • Impedir que as preocupações com a timidez paralisem você.
  • Aprender a usar os pontos fracos de sua personalidade em benefício próprio.
  • Fazer ensaios práticos para apresentar-se, iniciar conversas, mantê-las e finalizá-las.
  • Fazer ensaios práticos para telefonar, marcar reuniões, tomar a palavra, abordar pessoas importantes.

 

Que tal uma consultoria grátis sobre sua comunicação?

 

Quero Superar a Timidez
Consultoria Grátis
Clique aqui!

Afinal, o que é a timidez?

A timidez por definição é um padrão de comportamento no qual a pessoa não expressa seus pensamentos e sentimentos assertivamente e, como consequência, surgem o desconforto e a inibição em situações de interação interpessoal.

Embora quase todos nós, em algum momento, nos sentimos afetados pela timidez, é sem dúvida um fator que compromete a qualidade de vida da pessoa, pois pode interferir na realização de objetivos pessoais e profissionais.

Ela pode ser situacional, quando se manifesta em ocasiões específicas, como, por exemplo, sentir-se inibido ao falar em público, ou crônica, quando compromete e traz prejuízos em praticamente todas as áreas de convívio social do indivíduo.

A quantidade de tímidos impressiona, já que há muitas pessoas com dificuldades de iniciar uma simples conversa, ou frequentar eventos sociais. Pesquisas indicam que cerca de 50% das pessoas queixam-se de algum grau de timidez.

Entre as queixas mais comuns estão a insegurança ao frequentar eventos sociais, insegurança ao aproximar-se de um futuro pretendente, falta de coragem para convidar alguém para sair, medo em aproximar-se e conversar com pessoas novas, etc.
A timidez afeta homens e mulheres de maneira única, porém o problema parece ser um pouco menor no caso de mulheres, uma vez que, como acreditam alguns autores, as tímidas encaixam-se melhor no papel tradicional feminino.

Para Carducci, em seu livro Timidez, em situações românticas, as mulheres tímidas passam a impressão de serem recatadas, femininas, difíceis e seguras. Porém, aos homens, ainda são cobradas atitudes como força, decisão, autoconfiança e ação, fatos que contribuem para o aumento da angústia, ansiedade e medo do fracasso e da avaliação negativa dos demais.

Por sentirem medo da rejeição, os tímidos temem aproximar-se de outras pessoas; tendem, ainda, a julgarem-se inferiores aos demais; compararem-se com os outros e muitas vezes não se sentem merecedores de receber atenção e afeto.

Considerar que todas as outras pessoas, com exceção de si mesmos, têm sorte, não sentem medo, insegurança e nem fracassam, é uma crença irreal que ronda o imaginário da grande maioria de tímidos.

Muitas pessoas convivem bem com a timidez sem necessidade de acompanhamento profissional, outras, porém, embora sofram com os problemas causados por este comportamento, não procuram ajuda por medo ou por vergonha.

Vale dizer que, sim, é possível combater e/ou minimizar os efeitos da timidez crônica como, por exemplo, por meio da psicoterapia cognitivo-comportamental que tem obtido excelentes resultados, mediante técnicas que visam investigar as causas da timidez, identificar as crenças centrais que mantêm o problema e aprimorar habilidades sociais do indivíduo.

Ser tímido pode não ter sido uma escolha, mas deixar de ser é uma opção.

Adaptado de: http://www.suarabastos.com.br/timidez-2/

Sim! Você pode falar bem em público e nós podemos te ajudar!Heverson Barbosa
Fale Conosco!